Alentejo

Rumo ao sul a paisagem vai mudando, alterações físicas que a natureza impõe como quem diz aos visitantes que ali se mostra outro espaço, outro povo, outras tradições, e tal como as aves que também seguem para o sul, nós também “voamos” até ao Alentejo. A paisagem é serena, há uma monotonia da planície quebrada por algumas árvores – sobreiros, azinheiras, oliveiras – e cearas de trigo fertilizam a terra. Da terra sai o trabalho, do trabalho nasce o produto, e também disto se explica um povo, as suas tradições, características, todo o património, humano, cultural e histórico. Do Cante Alentejano à gastronomia, da cortiça à extração de mármore, sem esquecer as inúmeras igrejas que se avistam. Existem sempre diversas camadas de história que fazem a ponte para a descoberta dos locais, até se chegar à Alma do Alentejo.

Templo de Diana
Monsaraz
Preço: Preço sob consulta
Duração: Dia inteiro

Reservations/informations